Uber diz que motorista baleado em pizzaria de João Pessoa não era cadastrado na empresa

0
431

O motorista Rosivaldo Silva de Oliveira, baleado na quarta-feira (12), ao ser confundido com bandido, não tem ligação a Uber. Em nota enviada ao Portal do Litoral a empresa do aplicativo.
Segundo a Uber, o motorista estava fora do cadastro da empresa há cerca de um ano e desde então não integrava os quadros da plataforma.

Rosivaldo Silva de Oliveira continua internado em estado grave. Ele foi o segundo jovem que foi baleado pelo PM ao ser confundido com bandidos quando chegava ao Rodízio do Paulista, no Bessa, em João Pessoa, para deixar os jovens uma confraternização. O caso aconteceu na noite dessa quarta-feira (12).

O motorista chegava na pizzaria quando foi atacado a tiros pelo soldado da PM. Ele passou por procedimento médico de urgência e segue internado no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Nas redes sociais, amigos e familiares de Rosivaldo relataram que ele está precisando urgente de qualquer tipo de sangue. Quem quiser doar é só procurar o Hemocentro e dizer que vai doar para Rosivaldo Silva de Oliveira que está internado no Trauma da Capital.

Comentários