Sindicato denuncia falta de tradutor de libras em cinemas e teatros de João Pessoa e pede cumprimento de Lei

0
187
Sindicato se reuniu com o vereador Damásio Franca nesta terça

O presidente do Sindicato de Intérpretes de Libras da Paraíba, Samuel França, denunciou que cinemas e teatros de João Pessoa estão descumprindo a Lei 13.517 – 2017, do vereador Damásio Franca (PP), e não estão disponibilizando para surdos a tradução em libras, conforme prevê a Lei que já está vigente desde fevereiro deste ano.

França se reuniu com o vereador na manhã desta terça-feira (11) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) e pediu apoio do parlamentar para cobrar que os cinemas disponibilizem intérpretes em pelo menos uma sessão por mês.

“Não podemos aceitar que os cinemas descumpram a lei que já está vigente. Recebemos constantes denúncias de pessoas surdas que não conseguem assistir um filme pela ausência do intérprete. O Sindicato pede é que disponibilize intérprete ou que faça ao menos uma sessão inclusiva por mês, para que possamos comunicar aos surdos, fazer uma divulgação em massa e, assim, fazer que todos tenham acesso ao cinema”, explicou o presidente.

O vereador lamentou a postura dos cinemas e garantiu que vai acionar o Procon e o Ministério Público da Paraíba (MPPB) para que os órgãos possam cobrar os estabelecimentos o cumprimento da Lei.

“Já vou entrar em contato com os órgãos competentes e cobrar a aplicação da lei. Esse descumprimento dos cinemas em não disponibilizar uma sessão inclusiva para os surdos prejudica a acessibilidade dos surdos ao audiovisual. Todo cidadão com deficiência auditiva tem o direito de solicitar um intérprete  de Libras ou a disponibilização de equipamentos com a capacidade de transmitir a legenda para o acesso aos espetáculos”, falou o vereador.

Comentários