Marcus Alves fala em ‘dias sombrios’ e anuncia saída da Prefeitura de João Pessoa

0
27

O ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa, jornalista Marcus Alves, enviou nota à imprensa, na manhã de hoje, na qual anuncia desligamento da Prefeitura e aponta motivos que o fizeram tomar a decisão.

Alves fala em ‘dias sombrios’ e ‘lideranças indelicadas e sem visão’: “Mas ela torna-se absolutamente necessária nestes dias sombrios em que gestores e lideranças indelicadas e sem visão de futuro tentam transformar a política em uma atividade vil e sem prazer”, publicou.

Confira íntegra da nota:

Pela dignidade da Política

Carta à imprensa e aos amigos (as) de João Pessoa –  Setembro de 2015

Semana da Independência. É um momento único e forte de nossa história, identidade e memória. Período que serve, também, para pensarmos o lugar da política em nossa vida. Às pessoas que me conhecem ou acompanham minha trajetória sabem o valor que dou a boa política, como uma atividade digna e capaz de promover o bem comum. A política é para mim uma maneira de exercitar a cidadania crítica, criativa e libertadora – uma tradição que aprendi a respeitar desde os tempos de garoto nas ruas de Jaguaribe e ouvia, de forma curiosa, comícios das forças progressistas que lutavam pela democracia em nosso país.

Muito jovem me apeguei a essa linhagem responsável de fazer política, sempre articulando-a com a vida em sua esfera cultural. Não faço política por vaidade, com raiva de ninguém, nem por interesses egoísticos. Tem sido assim aqui na Paraíba, mas também foi assim em Minas Gerais, em Brasília –  e mesmo nos espaços internacionais por onde andei.

Desculpem por fazer essa longa introdução. Mas ela torna-se absolutamente necessária nestes dias sombrios em que gestores e lideranças indelicadas e sem visão de futuro tentam transformar a política em uma atividade vil e sem prazer. Não é. Existe, ainda, dignidade na política e é em sua defesa que comunico às pessoas amigas de João Pessoa e do Brasil, que estou, a partir deste momento, me afastando completamente dos trabalhos da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), onde fui secretário de comunicação e atualmente cuidava dos projetos especiais vinculados ao Gabinete do Prefeito.

Retorno  às minhas atividades da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), de onde há alguns anos atrás sonhei com realismo a possibilidade de construir uma renovação na política em João Pessoa. Planejei estratégias, tratei de ações e políticas concretas para melhorar a qualidade de vida da nossa população, orientei discursos, criei peças publicitárias e mídias de toda espécie – sempre centradas na ética da inovação, na atuação comprometida com o bem comum de nossa gente, que precisa de projetos fortes e inovadores capazes de dar contar dos desafios novos de mobilidade urbana, equilíbrio ambiental, de desenvolvimento econômico e humano. João Pessoa carece de um trabalho que incorpore o sentimento grande de modernidade que sua fina e educada população tem e merece. Quando já não encontro espaços para me fazer falar e ser escutado, é preciso ter a humildade da despedida. É necessário recomeçar e, como nos ensinaram os clássicos homens da política, saber cuidar da liberdade e da democracia ameaçadas a toda hora pela falta de diálogo, pela falsa competência ou por interesses exclusivos do poder.  Vamos em frente rumo ao futuro, gente amiga  e educada de minha João Pessoa, de 430 anos.

Marcus Alves, jornalista e professor.

Comentários