Polícia Militar apreende mais de 40 suspeitos acusados de desordem em queima de fogos em JP

0
79

A Polícia Militar divulgou a prisão e apreensão de 113 pessoas em todo o estado, não apenas vinculadas à perturbação da ordem relacionada aos fogos de artifício, que resultou na prisão e apreensão de 41 pessoas para a delegacia.

Ao todo foram presos 35 pessoas e seis adolescentes foram apreendidos por fogos em horários inapropriados.

O coronel Euller Chaves, comandante-geral da PM na Paraíba, disse que a Polícia Militar observou e acompanhou ações em comunidades específicas.

“A partir daí a Polícia Militar passou a fazer uma leitura desse cenário, temos algumas denúncias e informações via redes sociais, é preciso fazer uma triagem do que ocorrera em determinadas áreas e fazer os encaminhamentos para que a polícia promova uma investigação competente”, informou o coronel.

A maior parte das prisões aconteceram em comunidades de João Pessoa e Campina Grande e foram realizadas em decorrência de chamados por cidadãos por meio do 190.

Para a Polícia Militar, o número é considerado fora da curva, visto que foram todos em um final de semana.

Nas redes sociais, vídeos de queimas de fogos onde supostamente uma facção criminosa comemorava um ano de atividade na Paraíba, foram compartilhados . A Polícia Militar informou que teve acesso aos vídeos, mas não confirmou que as gravações tenham ligações com as prisões.

Os suspeitos foram encaminhados para delegacias, onde assinaram Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e foram liberados.

Comentários