Homossexual foi morto em Santa Rita em disputa entre facções rivais por território

1
1104
Chrystiano Peralta foi morto com cinco tiros

O cabeleireiro Chrystiano Peralta, conhecido como Pandora, de 39 anos, foi assassinado nesta segunda-feira (21), na cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, devido a briga entre facções. Essa foi a conclusão da polícia nos primeiros momentos das investigações. O crime aconteceu no bairro do Açude.

De acordo com a Polícia, ‘Pandora’ estava visitando um amigo e participava de uma festa no mesmo bairro, quando criminosos invadiram o local e arrastaram o cabeleireiro e o mataram a tiros.

Um policial militar, que preferiu não ser identificado, explicou a motivação do assassinato. “Pandora morava em uma parte do bairro do Açude onde há o domínio de facção e estava em uma localidade do mesmo bairro, mas que é dominada por uma facção rival. Como o cabeleireiro é muito conhecido no bairro, os bandidos ficaram sabendo que ele estava na casa desse amigo e foram até lá e o mataram com cinco tiros”, revelou.

Testemunhas disseram os bandidos foram violentos na execução de ‘Pandora’. “A gente ouviu muitos gritos. Os assassinos estavam com muita raiva. Usaram de uma brutalidade e violência para matar o rapaz. Foram muitos tiros”, disse uma pessoa, que não quis ser identificada.

O corpo de Chrystiano Peralta foi levado para o IML de Campina Grande. O enterro deverá acontecer nesta terça-feira (22), em Santa Rita.

A polícia disse ainda que a vítima se envolvia em constantes brigas e as confusões eram divulgadas nas redes sociais. A autoria do crime ainda está sendo investigada pela polícia.

Comentários