Revista Veja admite erro e pede desculpas a Romário

0
74

A revista Veja, em nota publicada nesta quarta-feira (5), admitiu ter errado ao publicar como verdadeiro um documento falso que apontava que o ex-jogador de futebol e senador Romário (PSB-RJ) possuía uma conta no banco suíço BSI. Publicada há 12 dias, a matéria afirmava que o jogador não havia declarado à Receita Federal ter conta no exterior com saldo 2,1 milhões de francos suíços (cerca de R$ 7,5 milhões), como manda a lei. A revista pediu ainda desculpas a Romário.

Na tarde da quarta, o ex-jogador publicou nas redes sociais um documento do banco BSI que comprova que o extrato da conta atribuído a ele era falso. Na última semana, Romário viajou até Genebra, na Suíça, para reafirmar não ser o titular da conta. Ele admitiu ter aberto contas na Holanda e na Espanha na época em que atuou no futebol desses países, mas afirmou não se lembrar se havia fechado essas contas. No entanto, disse nunca ter feito movimentações nelas.

“Acabei de receber do banco suíço BSI a confirmação de que o extrato da suposta conta bancária com o saldo de R$ 7,5 milhões em meu nome é falso. Com essa constatação de grave delito penal, o banco também me comunicou que fez uma queixa penal no Ministério Público de Genebra para que eles possam apurar o crime”, disse Romário em uma rede social na internet. “Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça”, afirmou o ex-jogador.

 

Comentários