Secretário de CG rebate denúncias de ex-tesoureiro

0
33

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Campina Grande, Hércules Lafite, usou as redes sociais nesta quinta-feira (30) para reiterar sua ilibada conduta e esclarecer as declarações envolvendo seu nome na bombástica entrevista do ex-tesoureiro da Prefeitura Municipal, Rennan Trajano, à Folha de São Paulo.

A nota de esclarecimento, postada na conta do auxiliar no Facebook, ressalta a importância da explicação “em respeito à população campinense, bem como àqueles que, generosamente, honraram-me no último pleito com a confiança dos votos que me conduziram à Câmara de Vereadores”.

Lafite destacou que, como gerente financeiro Secretaria de Finanças de Campina Grande entre 2010 e 2011, atuou sempre “pautado na honradez, honestidade e ética, características inerentes à minha vida pública”.

Por tanto, conforme o secretário, o senhor Rennan Trajano, que nesse mesmo período era diretor de Finanças da Prefeitura, não tomou os devidos cuidados no que tange às colocações por ele elaboradas à Folha.

O vereador licenciado detalhou o procedimento utilizado pela PMCG, à época, para pagamentos mediante cheques. Hércules Lafite lembrou que era necessária a assinatura da cártula creditícia por parte do secretário de Finanças, em concomitância com a assinatura do diretor financeiro. No caso de ausência deste último, o gerente financeiro, em substituição, apostava sua assinatura.

– Durante o período a que faz menção o senhor Rennan Trajano em suas declarações, levando-se em consideração seu afastamento temporário em decorrência de licença, conforme já explanado, coube a mim apostar minha assinatura em determinados cheques, não havendo que se falar, sob qualquer ângulo que se analise, em prática ilegal de minha parte, haja vista sequer conhecer o processo licitatório ensejador do pagamento, por não ser da competência do cargo por mim exercido à época – diz Lafite, na nota.

O próprio Rennan Trajano, nesta quarta-feira (29), em entrevista concedida a uma emissora de rádio local, rechaçou qualquer colaboração de forma dolosa ou culposa de Lafite para o cometimento de qualquer irregularidade.

O secretário de Ciência e Tecnologia fez questão de reafirmar seu compromisso perante à população campinense. Ele finaliza a nota dizendo que está “aguardando que as acusações sejam devidamente apuradas e investigadas, para, ao final, em havendo culpados, sejam eles devidamente punidos na forma da lei”.

Comentários