Músico que teve sanfona roubada após sair de show em João Pessoa faz campanha para comprar uma nova

0
63
Rivaldo foi baleado durante assalto (Foto: reprodução/ TVCB )

Rivaildo Ribeiro Filho, 22 anos, sanfoneiro de João Pessoa que está sem sanfona. O músico foi assalto na madrugada da quinta-feira (21), onde levaram o carro e a sanfona que ainda não foi recuperada. Uma campanha para comprar um instrumento novo para ele foi criada na Internet e a meta é arrecadar R$ 7 mil até 21 de novembro. Caso não consiga ou a sanfona seja encontrada, todas as doações vão ser devolvidas, garante Rivaildo.

Contribua com a “vaquinha virtual” para de Rivaildo Ribeiro Filho

Até as 18h50 deste sábado (23), R$ 310 já haviam sido doados. Rivaildo disse que já fez shows depois do assalto com sanfonas emprestadas, o que ele credita ao fato de ter “muitos bons amigos”. “Mas não dá para ficar dependendo da bondade de todo mundo sempre”, disse o músico.

“Dá um nó na sua vida que para desatar é bem complicado”, diz o sanfoneiro sobre a falta que o instrumento faz.

A música é a fonte de renda da família. Rivaildo participa de dois projetos musicais que estão comprometidos desde o assalto: “eu tinha quatro shows marcados no fim de semana, além dos marcados no resto do mês. […] É difícil viver de música”, conclui.

Entenda o caso

Rivaildo foi assaltado e baleado quando chegava em casa no Alto Mateus, em João Pessoa, na madrugada da quinta-feira (21). Ele informou que foi abordado por dois homens quando chegava de carro em casa após se apresentar em um show, por volta das 3h. Por medo dos assaltantes invadirem a residência, o sanfoneiro deu ré no carro e um dos homens atirou contra ele.

O tiro acertou o braço e o peito da vítima de raspão. Ferido, Rivaildo Filho saiu do carro e os assaltantes fugiram levando o carro com todos os seus pertences, inclusive a sanfona. No início da manhã da quinta-feira, o carro do sanfoneiro foi encontrado pela Polícia Militar em um terreno baldio no Distrito Industrial, em João Pessoa com alguns danos na lataria.

G1

Comentários