Justiça mantém prisão de filhos de ex-vereador de João Pessoa e outros 14 presos em operação na Capital; confira nomes

0
87

O juiz Rodrigues Marques decidiu manter, até agora, a prisão de 16 suspeitos detidos durante a operação Parcela Débito, deflagrada na manhã desta quinta-feira (24).

Dois filhos do ex-vereador de João Pessoa e ex-superintendente do IPM, Pedro Alberto Coutinho, falecido em maio deste ano, tiveram a prisão mantida.

Já Larissa Firmina, que está grávida, foi liberada e cumprirá prisão domiciliar.

De acordo com a decisão do magistrado, quem tiver curso superior será levado para o Centro de Ensino da Polícia Militar ou para a 4ª Companhia de Cabadelo. Já quem não tiver formação universitária, será encaminhado para o presídio do Róger..

Confira a lista dos suspeitos que ficarão presos 

Angélica Coutinho Moreno, Luiz Alberto Coutinho Neto, Carlos Alberto Coutinho, Verônica Guedes, Lucas Tadeu, Moacir do Carmo, José Lourenço, Djalba da Silva, Joacir Nascimento Carvalho, Ana Cristina Garcês, Erickson Luiz de Aragão, Rosiberto, Leandro, Leonardo, Cecília Peixoto e Lourisberto Peixoto.

Larissa Firmino, que está grávida, teve a prisão convertida em domiciliar.

Operação Parcela Débito

A operação foi deflagrada no início da manhã pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado, em conjunto com as policias Civil e Militar, com o objetivo de apurar irregularidades na folha de pagamento do Instituto de Previdência do Município de João Pessoa (IPM),  envolvendo recursos no montante de R$ 25 milhões.

Mais PB

Comentários