Conselho de Mobilidade Urbana aprova R$2,75 para passagens urbanas em JP

0
55

O Conselho de Mobilidade Urbana da Capital aprovou o índice de reajuste a ser aplicado na tarifa de transporte coletivo urbano de João Pessoa, com base em planilha apresentada pela Semob, de atualização do valor da passagem dos atuais R$ 2,45 para R$ 2,75 e não nos custos fixos e variáveis constantes na planilha apresentada pelos empresários do setor, que indicam como justo o valor de R$ 2,86. A matéria agora será encaminhada para apreciação do prefeito Luciano Cartaxo.

O presidente do Sindicato dos Transportes Coletivos Urbanos no Município de João Pessoa, Alberto Nascimento, justificou o reajuste reivindicado, diante da defasagem da tarifa desde a sua origem, passando pelos constantes aumentos nos preços dos combustíveis e pneus, culminando com o recente aumento de 10% concedido a motoristas, cobradores, fiscais e despachantes.

A metodologia adotada como base para o cálculo da tarifa foi desenvolvida por um órgão do Ministério das Cidades (Geipot) e é amplamente utilizada em todo o território nacional, onde se chega a um valor, através da divisão do custo total dos serviços e o número de passageiros transportados.

Perdas acumuladas – Em 2013, Cartaxo invocou a desoneração de impostos das empresas, como Pis e Cofins, para reduzir o valor da tarifa de R$ 2,30 para R$ 2,20, que se encontrava congelada desde 2012. No ano seguinte, concedeu reajuste inferior ao aprovado pelo Conselho Municipal de Mobilidade Urbana, que elevaria a passagem para R$ 2,48, fixando-a em R$ 2,40.

No início deste ano, o fato se repetiu, quando ele autorizou o novo valor para R$ 2,45, inferior ao aprovado pelo Conselho, de R$ 2,52. Esse reajuste de 4,25 % implicou em 0,10 centavos de aumento na tarifa, abaixo do apresentado na planilha de custos do setor empresarial, o que deixou a passagem praticada em João Pessoa como uma das menores da Região Nordeste.

O Conselho é formado por representantes da Secretarias de Planejamento, de Orçamento, de Infraestrutura,de Educação, de Meio Ambiente, Sindicato dos Motoristas, Sindicato dos Taxistas, Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos no Município de João Pessoa, Sintur-JP, DCE’s da UFPB e Unipê, além da União Pessoense dos Estudantes Secundaristas.

Comentários