Aprenda como deixar as comidas típicas do período junino mais saudáveis e deliciosas

0
130

Quem resiste à tentação de saborear as comidas juninas? Para quem se preocupa com uma alimentação saudável, o período requer atenção, pois, além de deliciosas, as iguarias costumam ser bastante calóricas. Alguns alimentos usados nos cardápios juninos, como o milho e a batata doce, são saudáveis. O problema é o modo como são preparados.

A orientação é aproveitar as comidas típicas sem cometer excessos. Para Regina Monteiro, nutricionista do Espaço Viver Melhor da Unimed João Pessoa, é possível desfrutar das comidas juninas de forma mais saudável. “Nesta época do ano, principalmente aqui no Nordeste, é importante fazer escolhas mais saudáveis e observar o tamanho das porções para saborear as opções das comidas juninas sem medo de ser feliz”, disse a nutricionista.

Pratos como canjica, pamonha e mungunzá são originados tradicionalmente da junção de alimentos conhecidamente calóricos, a exemplo do milho associado ao açúcar e a outras gorduras. Para se ter ideia, um grama de gordura fornece nove calorias. “Daí, fica fácil entender porque as preparações à base desses alimentos trazem um valor calórico considerável. Por isso, eles devem ser introduzidos com critérios no cardápio diário”, explicou Regina.

Como possuem muitas calorias, essas comidas devem ser divididas em pequenas porções e preparadas com bom senso. A simples troca de ingredientes das receitas ou uma menor quantidade no prato já fazem a diferença. “Quanto maior a porção, mais calorias são ingeridas”, disse a nutricionista.

A quantidade de açúcar nesses alimentos merece atenção. Por isso, quem tem diabetes ou está com excesso do peso deve redobrar a vigilância. Nesses casos, uma dica na hora do preparo: trocar a utilização do açúcar pelos adoçantes próprios para irem ao fogo no preparo das comidas, reduzindo, assim, as calorias vindas desse carboidrato.

 

Dicas úteis

Para preparar um cardápio junino saudável e saborear essas delícias sem culpa, confira algumas orientações importantes separadas pela nutricionista Regina Monteiro. Elas irão ajudar a minimizar o efeito calórico das receitas:

  • Troque o leite de coco por leite desnatado na hora de fazer preparações como canjica, bolos e arroz doce
  • Reduza a quantidade de manteiga ou margarinas das receitas ou use manteiga clarificada em pequena quantidade nas preparações
  • A pamonha pode se tornar um alimento familiar! Ou seja, uma unidade pode ser dividida com todos da família
  • Escolha o que e quanto você quer comer no momento, e não necessariamente coma tudo num mesmo dia e em grandes porções
  • Reduza ao mínimo o consumo de açúcar para evitar a sobrecarga calórica diária
  • Completando as recomendações, vale dançar um bom forró para queimar as calorias juninas

 

Você sabia?

Um milho com 100 gramas fornece em média 110 calorias. Ou seja, se for saboreado pela metade, serão apenas, 55 calorias no momento, o que significa redução de danos calóricos.

Comentários