Tribunal de Justiça determina fim da greve dos servidores da Saúde de Campina Grande

0
69

A greve dos servidores municipais da Saúde de Campina Grande foi considerada ilegal e uma liminar determinou a suspensão imediata da paralisação na segunda-feira (12). A determinação do desembargador Romero Marcelo Fonseca também liberou a prefeitura para registrar as faltas dos servidores e descontar os dias de greve no salário. A greve começou na quarta-feira (7).

Além disso, foi determinada multa diária de R$ 10 mil até o limite de R$ 500 mil ao Sindicato dos Trabalhadores do Agreste da Borborema (Sintab). A decisão foi concedida à Procuradoria-Geral do Município, que impetrou uma Ação Declaratória de Ilegalidade da Greve.

O diretor de Comunicação do Sintab, Napoleão Maracajá, disse que até o início da manhã desta terça-feira (13) o sindicato ainda não foi notificado da decisão do Tribunal de Justiça. Mesmo assim, ele lamentou o fato e argumentou que a greve foi definida pelos servidores da saúde em assembleia por conta do descumprimento há cinco anos do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR).

G1

Comentários