Sem autor do crime, inquérito que apurava assassinato do ator Marcos Pinto, em João Pessoa, é arquivado

0
236

A Justiça arquivou o inquérito que apurava a morte do ator e diretor de teatro Marcos Fábio Costa Pinto, de 41 anos, que foi assassinado dentro do apartamento onde morava no bairro de Tambiá, aqui em João Pessoa, em dezembro de 2014. O arquivamento aconteceu em dezembro de 2016, mas a informação foi dada em primeira mão nesta quarta-feira (31) pelo jornalista Hyldo Pereira, no programa Cidade Alerta Paraíba, TV Correio.

De acordo com o Ministério Público, como o autor do crime não foi identificado, a Polícia Civil sugeriu o arquivamento, que foi aceito pelo Ministério Público e acatado pela justiça. O caso foi encerrado em dezembro de 2016.

A promotora Artemise Leal disse a TV Correio que o inquérito poderá ser reaberto caso haja novas provas sobre a autoria do crime. “ A família ou amigos que souberam de informações que levem ao autor do crime, o caso será reaberto”, explicou.

No dia do crime, no  apartamento do ator a polícia encontrou diversas garrafas de bebida e as janelas estavam abertas. Vizinhos informaram  que a presença de amigos no apartamento do ator era algo comum. O ator era conhecido pelas inúmeras peças infantis realizadas em, pelo menos, 15 anos de teatro e também pelas participações em diversas edições da ‘paixão de cristo’, na capital.

Comentários