Soldados da PM presos em operação da PC têm prisão preventiva mantida e vão continuar presos

0
107

Os soldados da Polícia Militar Poliane de Alencar Holanda e Sérgio Firmino da Silva, que foram presos durante a ‘Operação Gabarito’, que investiga fraude em concurso público na Paraíba e em vários estados, tiveram a prisão preventiva mantida na audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (15), em João Pessoa. Segundo a Polícia Civil, o casal será levado para a sede do Batalhão da PM e no Centro de Ensino.

A reportagem apurou que a conversão aconteceu neste sábado (13) durante plantão judiciário  da juíza Conceição Marcicano. Eles continuam presos na Central de Polícia Civil em João Pessoa de onde os policiais serão levados para a audiência de custódia no Tribunal do Juri, da Capital. Eles vão responder por  peculato depois que a PC encontrou drogas no colete de um deles durante a ‘Operação Gabarito’.

Segundo a Polícia Civil, a justiça expediu mandado de busca e apreensão na casa dos policiais depois que a PC desconfiou da PM, aprovada tanto no concurso da Polícia Militar, quanto no da Guarda Municipal. Ao cumprir mandado no imóvel do casal, policiais encontraram uma pequena quantidade de droga no colete do policial.

De acordo com o advogado deles, Luiz Pereira, o entorpecente foi apreendido em uma operação e o policial esqueceu de entregá-lo em uma delegacia. Mesmo assim, o casal de PMs deverá responder por peculato.

Comentários