Senador paraibano pede renúncia da presidente após pesquisa apontar rejeição

0
71

“Renuncie, Dilma Rousseff!”, foi o pedido do líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), ao comentar a pesquisa feita pelo CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira (1º), sobre como os eleitores avaliam o governo da presidente petista. Segundo o levantamento, 68% dos brasileiros consideram o governo Dilma ruim ou péssimo e, apenas 9% dos brasileiros o consideram bom ou ótimo.

“Esse é um governo que se deteriorou de tal forma que ele simplesmente não existe. O sentimento de insatisfação foi convertido em revolta. A presidente Dilma, em um gesto de grandeza e de espírito público, deveria renunciar ao seu mandato para que o Brasil tenha o seu sofrimento abreviado. A crise não é apenas política e econômica. Nós vivemos o desmonte do Estado por uma quadrilha que ocupou o governo brasileiro”, afirmou.

O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 18 e 21 de junho e ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Dólares Falsos

Cássio comentou que a desmoralização do governo é tamanha que até a Casa da Moeda, órgão responsável pela impressão do dinheiro que circula no país, está envolvida em ‘bandalheira’. “A que ponto nós chegamos! O Banco do Brasil comercializando dólares falsificados!”, lamentou.

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta (1º) a Operação Vícios, que tem como alvo fraude em contrato referente à implantação do sistema de controle de produção de bebidas, que compete à Casa da Moeda. A contratação resultou em faturamento no valor de 6 bilhões de reais e envolveu pagamentos de propina que chegam a 100 milhões de reais para servidores da Receita Federal e da Casa da Moeda, órgãos subordinados ao Ministério da Fazenda.

Cassação

O líder Cássio Cunha Lima disse que o governo está envolvido em vários escândalos e que existem, no âmbito do Poder Judiciário, várias ações contra a presidente Dilma que poderão levar à sua cassação.

“A nação aguarda de forma atenta e vigilante todos os desfechos dessas demandas no campo da Justiça, seja ela Justiça Comum ou Justiça Eleitoral”, alertou.

Comentários