Adolescente de 15 anos morre na Maternidade Cândida Vargas em João Pessoa três dias após o parto, família acusa hospital e quebra vidros da unidade

0
264

Uma adolescente de 15 anos morreu na noite dessa quinta-feira (2) na Maternidade Cândida Vargas, em João Pessoa, três dias após o parto. A família acusa o hospital e, revoltados, parentes quebraram os vidros da unidade. A bebê nasceu saudável e passa bem.

Segundo informações da polícia, a menor deu à luz na segunda e depois começou a sentir fortes dores na barriga. Familiares disseram que a garota reclamava de dores, mas os médicos disseram que era normal e seria gases.

Nessa quinta, as dores aumentaram e a menina foi levada às pressas para a UTI, mas não resistiu e morreu após várias paradas cardíacas. Os parentes da vítima revoltados provocaram um tumulto dentro do hospital e quebraram os vidros das portas.

Cerca de 15 homens da Polícia Militar e guardas municipais compareceram ao hospital para controlar a fúria das pessoas. Um documento apresentado pela guarda constatava que a adolescente morreu em decorrência de infecção generalizada.

A família diz que havia resto de parto e avisou que vai acionar o hospital judicialmente.

Comentários