Praia paraibana está entre oito oficiais para naturismo no Brasil; conheça todas

0
94

Apesar da sensação de liberdade e de proximidade com a natureza, poucos têm coragem de tirar toda a roupa e ficar como vieram ao mundo em público. Para os praticantes do naturismo, conjunto de princípios éticos e comportamentais que promovem a defesa da vida ao ar livre, estar nu é algo comum e bastante saudável. No Brasil, as praias são os principais locais para a prática. A costa brasileira conta, oficialmente, com oito em que é permitido ficar pelado. O site NE10 listou quais são e classificou Tambaba, no município do Conde, na Grande João Pessoa, como uma das mais conhecidas. Veja abaixo detalhes de cada uma.

Tambaba (PB)

Tambaba foi classificada em 1991 como a primeira praia naturista do Nordeste. Como na maioria das praias de nudismo brasileiras, existem algumas restrições no local. Lá, homens não podem entrar desacompanhados de mulheres. Também não é permitido filmar ou fotografar sem uma autorização prévia. Para aqueles que não são adeptos à cultura naturista, também há um trecho da praia onde é possível se frequentar sem tirar a roupa.

Massarandupió (BA)

O município de Entre Rios guarda a pequena vila de Massarandupió, a 80 km de Salvador. É nela que está reservada uma faixa de 2 km para os praticantes do nudismo. A prática é permitida no local desde 1999 e, nos fins de semana, chega a receber 400 pessoas. Há seguranças para controlar o fluxo e, por precaução, foram espalhadas placas com a mensagem “Sexo aqui, não”. Naturistas também contam com pousadas voltadas para a prática. A preferência é pela visita de casais.

Abricó (RJ)

Abricó fica próxima às praias da Reserva e Prainha, na Zona Sul do Rio de Janeiro. É permitido que os frequentadores fiquem na praia de roupa de segunda a quinta-feira, quando o nudismo é opcional. Nos fins de semana, a prática é obrigatória. Há um segurança monitorando para que não haja fotografias ou vídeos.

Olho de Boi (RJ)

A praia fica em Búzios, no litoral fluminense. Diferentemente de Abricó, também no Rio, a nudez lá é opcional. Há uma placa sinalizando o nudismo, mas nada obrigatório. Homens podem ir sozinhos à praia. A região oferece a opção de se praticar mergulho.

Galheta (SC)

Santa Catarina conta com o maior número de praias de nudismo: são três. A praia da Galheta permite o naturismo desde 1997, apesar de não ser obrigatório. Por não ter fiscais, o local é mais livre para homens circularem e também pode ser possível flagrar casais em momentos mais íntimos.

Pinho (SC)

Pinho é a primeira praia naturista do Brasil. Localizada em Balneário Camboriú, a 85 km da capital Florianópolis, permite, desde 1986, pessoas nuas. Há grande estrutura, com estacionamento, restaurante, banheiros, salva-¬vidas e pousada. Há funcionários e grupos de apoio para monitorar a área. Curiosos que não se despem são convidados a se retirar da praia.

Pedras Altas (SC)

Localizada no município de Palhoça (SC), na Região Metropolitana de Florianópolis, a praia passou a ser naturista após um casal do Rio Grande do Sul se mudar para lá e começar a prática em 1992. Hoje em dia, o local é dividido informalmente (ou seja, pelos próprios frequentadores) em dois trechos: o primeiro é reservado para os desacompanhados, enquanto casais e famílias ficam na segunda parte da praia.

Barra Seca (ES)

No município de Linhares, no Espírito Santo, a Praia de Barra Seca é margeada por um rio e coqueirais. É preciso realmente tirar toda a roupa por lá. O acesso à praia é feito por meio de barcos que atravessam o rio Ipiranga. Por existirem regras específicas relacionadas à conduta dos visitantes, o turista precisa ficar atento para não ser expulso. Há ainda áreas para camping na região.

 

Comentários