Obras da terceira faixa da BR-230 começam dia 7 de março, garante superintendente do Dnit

0
89

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na Paraíba, Normando Lima de Oliveira Filho, anunciou nesta segunda-feira (20) que as obras da terceira faixa da BR-230, de 26,6 quilômetros, iniciam logo após dia 6 de março. Na data, Michel Temer vem à Paraíba para o início da transposição das águas do São Francisco e já aproveitará para autorizar que as máquinas, que já devem estar colocadas nas rodovias, comecem a funcionar. De acordo com o deputado federal Wilson Filho, o presidente fez questão de estar presente para a assinatura “por se tratar da maior obra de mobilidade da história do Estado”, orçada em R$ 255,5 milhões, sendo que R$ 158 milhões já estão empenhados e garantidos.

Dos 28,1 quilômetros da BR-230 que sofrerão alterações, 26,6 terão a terceira faixa. A intenção é separar a mobilidade rodoviária da urbana. Para isso, serão feitos mais de 35 quilômetros de vias marginais e também mais 13 viadutos e 14 passarelas, além de 15 quilômetros de ciclovia dentro de Cabedelo, onde haverá uma duplicação (só existem duas vias, uma de ida e outra de volta, sendo alterados para duas de ida e duas de volta e a ciclovia). De acordo com o engenheiro fiscal de obras, Rainer Branco, poucas interferências de desapropriação ou retirada de famílias de terrenos invadidos terão que ser feitas para a realização das obras.

Entre os serviços previstos estão o alargamento de plataforma e de acostamentos ou duplicação da pista, além de alterações de características geométricas do traçado em planta ou perfil e em seção transversal. “Vamos adequar a rodovia a nossa realidade de tráfego atual. Desta forma, a intervenção prevê tanto a implantação de novas faixas e viadutos como também a instalação de equipamentos que melhorem a circulação de pedestres, no caso das passarelas”, explicou o superintendente.

De acordo com o Dnit, diariamente 35 mil carros transitam em cada uma das faixas, totalizando 70 mil veículos indo e voltando. As mudanças devem incrementar também o movimento do Porto de Cabedelo, com uma maior trafegabilidade para chegar ao local.

Correio da Paraíba

Comentários