Anvisa proíbe distribuição e venda de lote de extrato de tomate com pelo de roedor

0
52

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e comercialização do lote L. 11 07:35 do extrato de tomate da marca Quero em todo o país.

Conforme resolução publicada no Diário Oficial da União, um laudo de análise fiscal detectou no produto quantidade excessiva de pelo de roedor, o que, para o órgão, implica em risco à saúde humana.

A Anvisa determina que a empresa Heinz Brasil, responsável pela produção do extrato de tomate, recolha todo o estoque do produto existente no mercado.

Comentários