Parlatório da ALPB é aberto com presença de quase 4 mil pessoas

0
49

Vários trabalhadores rurais ocuparam, nesta sexta-feira (17), a praça João Pessoa, para participar de audiência pública sobre os impactos da Reforma da Previdência. Quase 4 mil pessoas participaram do debate. A audiência pública foi proposta pelos deputados estaduais Estela Bezerra e Jeová Campos e marcou a abertura do Parlatório da Assembleia Legislativa.

Para Gervásio, a Assembleia Legislativa faz história e devolve ao povo um espaço para o exercício da democracia participativas. “A abertura do parlatório vai devolver ao povo um espaço que sempre foi seu”, ressaltou o presidente.

O presidente Fetag-PB, Liberalino Ferreira, disse que a Reforma da Previdência prejudica a todos os brasileiros, mas vai retirar os trabalhadores rurais do sistema de previdência. “Não sei o que o presidente tem contra quem trabalha na roça. Ele quer desmanchar uma luta que durou vários anos. Não queremos um direito a menos dos trabalhadores, que já pagam uma taxa para custear a despesa de previdência. Enquanto isso, o presidente perdoa débitos de grandes empresas e ficamos sabendo que não há débitos da previdência”, salientou Libralino.

A audiência contou a presença da Federação dos Trabalhadores na Agricultura da Paraíba, Central Única dos Trabalhadores, Frente Brasil Sem Medo, Sindicato dos Metalúrgicos, movimento de mulheres, Movimento Sem Terra, Sindicato dos Comerciários, Federação das Associações de Municípios da  Paraíba, secretaria de Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura e da Ordem dos Advogados do Brasil, entre outras associações e entidades de classe.

Mais PB

Comentários