Com salários atrasados, funcionários de ‘O Boticário’ realizam protesto no Centro de João Pessoa; vídeo

0
147

Um grupo de funcionários das lojas ‘O Boticário’, em João Pessoa, realiza nesta segunda-feira (13), um protesto contra o atraso no pagamento dos salários e a possibilidade da perda dos empregos, já que sete lojas e a unidade de venda direta da franquia já foram fechadas na cidade.

De acordo com o advogado do franqueado em João Pessoa, Fábio Antério, os funcionários sairão, às 10h, em caminhada do Sindicato dos Comerciários e percorrerão as ruas em direção a uma das lojas que funciona na Rua Duque de Caxias, no Centro da capital.

Fábio disse que desde que o dono da franquia desistiu de assumir o gerenciamento das lojas de João Pessoa, o franqueado na cidade vem tentado manter as unidades abertas e regularizar a situação salarial dos funcionários.

Por conta do impasse, as unidades que ainda continuam abertas estão com as prateleiras praticamente vazias. Segundo o advogado alguns funcionários já acionaram a Justiça para tentar receber os seus direitos trabalhistas.

Entenda o caso:

O litígio ocorreu quando o dono da franquia, Douglas Nunes, teria procurado a direção nacional do grupo para negociar a devolução da franquia, pois não estaria mais interessado em ser revendedor dos produtos.

As negociações teriam sido iniciadas, mas esbarraram nos valores de devolução e outras exigência do empresário. Como não houve acordo, o grupo deixou de fornecer produtos ao franqueado de João Pessoa. Douglas Nunes então entrou na Justiça para conseguir comprar mercadorias, o que acabou acontecendo, mas por meio de uma liminar e com pagamento à vista.

A partir de então, as lojas instaladas na capital paraibana começaram a não ter uma série de linhas de produtos, pois os estoques começaram a não serem repostos. A partir de então, o empresário deu início ao fechamento de lojas e demitir funcionários.

Portal Correio

Comentários