Funcionários da empresa de ônibus de Bayeux param atividades e população fica a pé

0
117

Usuários de transportes coletivos da cidade de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, amanheceram o sábado (11) sem o serviço. Os funcionários da empresa METRO cruzaram os braços e deixaram a população em Bayeux sem transporte coletivo.

A paralisação que ocorreu às 00h é devido à falta de pagamentos dos salários dos profissionais, referente ao mês de janeiro, e de acordo com as informações repassadas aos funcionários, os salários não foram depositados em suas contas por causa de uma briga judicial.

As informações, é que a antiga proprietária que alugou a empresa para que outros empresários solucionassem os problemas da frota sucateada e pagamentos atrasados, não honrou o contrato e quer o comando da empresa de volta.

A empresa Metro foi repassada sob contrato para outra empresária que assumiu o compromisso de renovar a frota, e colocou o pagamento dos funcionários que se encontravam atrasados, em dia, além de ter adquirido seis ônibus ano 2012. Mas, na tarde de sexta-feira (10), a empresária recebeu uma liminar da justiça dando plena autonomia para que o antigo dono reassumisse a administração da empresa.

Revoltados, os funcionários não aceitam a volta do antigo administrador que não honrou com o compromisso da folha de pagamento.

Outro Lado

Mesmo com a informação da guerra judicial, não foram apresentados o número do processo e nem a liminar. O antigo proprietário da METRO, Adalberon Wilson, negou que tenha acionado a justiça e afirmou que não existe nenhuma ação judicial por parte dele contra a atual gestão da Metro.

 

Comentários