Deputado aconselha Cartaxo a esquecer AL e se preocupar com obra da Beira Rio

0
55

O deputado estadual Buba Germano (PSB) criticou na manhã desta terça-feira (08) a interferência do prefeito Luciano Cartaxo em relação à transferência da sede da Assembleia Legislativa para a Avenida Epitácio Pessoa.

Na opinião de Buba, o prefeito deveria procurar dar celeridade a obras referentes a mobilidade urbana, como a da Avenida Beira Rio. “A minha preocupação é que em quatro anos a gente não conseguiu concluir uma ‘banda’ da passagem, imagino que com mais quatro não consiga também o outro lado”, declarou o deputado.

Para Buba, o que importa no momento é a comodidade dos deputados e as condições de trabalho encontradas no atual prédio, que fica localizado na Praça dos Três Poderes. “Estamos procurando condições de trabalho para que a gente ofereça também, inclusive pra própria população uma condição melhor de recebermos aqui”, ressalta Buba Germano.

Ele questiona a péssima infraestrutura encontrada diariamente pelos deputados. “Como podemos ficar em um prédio que tem 36 deputados e 14 vagas para estacionamento e os gabinetes feitos gambiarras?”, interroga o parlamentar.

Ao contrário do que afirma o prefeito Luciano Cartaxo, Buba acredita que não haverá prejuízo para o Centro Histórico da capital com a mudança de endereço da sede do Poder Legislativo. “Nós não vamos apagar da história a Praça dos Três Poderes”, ressalta Buba.

O deputado Hervázio Bezerra (PSB), líder da bancada do Governo na Assembleia Legislativa, disse que vai aguardar a posição da Mesa Diretora e do presidente Adriano Galdino sobre a “sugestão” do prefeito. “Toda e qualquer avaliação, interpretação, sugestão, crítica, censura é legítima, assim como nós temos também algumas críticas a fazer ao prefeito e à sua gestão, ele também pode como cidadão e como prefeito da cidade manifestar a sua posição com relação à transferência da Assembleia, até porque ele foi vereador, foi deputado desta Casa”, declarou Hervázio.

Para Hervázio, as condições inadequadas das atuais instalações da Assembleia já são de conhecimento público.

Já o deputado João Gonçalves (PDT) confessou que não é simpático à ideia de transferência da sede da Assembleia Legislativa. “Me preocupo com a questão de sair o poder aqui da Praça e descaracterizar os Três Poderes”, declarou o deputado.

O deputado Renato Gadelha (PSC), por sua vez, defendeu a discussão sobre o assunto em uma audiência pública, que ele pretende convocar. De acordo com Renato, ele é contra a mudança porque tem recebido a manifestação de entidades culturais como Academia Paraibana de Letras e Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba. “Eu acho que esses recursos poderiam ser utilizados aqui em uma reforma ampla”, defendeu Renato.

O parlamentar também se preocupa com o agravamento da mobilidade urbana na Avenida Epitácio Pessoa. Renato disse, no entanto, que o posicionamento do prefeito é apenas uma sugestão. “Ele não pode interferir aqui nessa situação, ele é prefeito do Município, a Assembleia não é um órgão subordinado ao Executivo, nem ao Judiciário, muito menos à Prefeitura de João Pessoa. É apenas uma sugestão”, disse Renato Gadelha.

O Governo do Estado doou o prédio onde funcionou o antigo Paraiban, na Avenida Epitácio, Pessoa, com o objetivo de transferir a sede do Poder Legislativo.

Comentários