Deputado visita Cajazeiras e denuncia empresa fantasma que teria recebido mais de R$ 7 milhões da prefeitura

0
39

O deputado estadual Wellington do Curso (PP), do estado do Maranhão, esteve em Cajazeiras na última quinta-feira (27) e fez uma denúncia de suposta empresa ‘fantasma’ da Terra do Padre Rolim, que teria ganhado uma licitação milionária na prefeitura de São Luís de Maranhão, que é administrada pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Em um bairro da Zona Norte, endereço onde funcionária a empresa cajazeirense que foi a vencedora do processo licitatório de mais de R$ 7 milhões para execução do programa Projovem, ele gravou um vídeo denunciando que a empresa não existiria no local.

No endereço que consta na documentação da prefeitura, segundo o deputado estadual, a empresa não existe no local. “Algo muito estranho na contratação por parte da prefeitura”.

O outro lado
O Consultor do Instituto de Formação, Treinamento e Capacitação e Seleção de Pessoal , Pedro Xavier explicou que a instituição ganhadora da licitação no Maranhão existe em Cajazeiras desde o mês de junho de 2006, com sede na Rua Jonas Azevedo Campos, nº 50, Jardim Oasis, mas o deputado teria usado um GPS para tentar localizar o endereço, que o levou para o Bairro Por do Sol, onde existe uma rua com o mesmo nome.

O cajazeirense Pedro Xavier disse que já esteve na prefeitura, onde foi atestada a duplicidade de endereço e vai tomar as “medidas cabíveis contra o deputado”.

De acordo com o consultor, a instituição só recebeu R$ 2 milhões 384 mil e instalou um centro de formação profissional, em São Luís, com sede à Rua Sete, nº1, Bairro São Francisco, a duas quadras da Secretaria de Educação do município.

“Nosso jurídico está entrando com uma ação de reparação de danos contra esse cidadão”, revelou Pedro Xavier.

Diário do Sertão

Comentários