Novato evita se comprometer com candidatos à Mesa da CMJP, mas defende fim da reeleição

0
26

Eleito para seu primeiro mandato, o sindicalista Marcos Henriques (PT), que ficou conhecido, sobretudo, por comandar a categoria dos bancários em João Pessoa, disse, nesta quarta-feira (19), que ainda não tem uma decisão formada sobre quem apoiar para presidir à Mesa Diretora da Câmara Municipal a partir de 2017, mas deixou claro que defende uma renovação.

“Eu particularmente acho que as urnas deram um recado claro, de mudança, de oxigenação. Eu acho que a Câmara precisa de um presidente que se comprometa a acabar com esse absurdo da reeleição, pois se tiver a mesma política, de querer se perpetuar no poder, é ruim. Defendo um candidato que se comprometa com a renovação e barre a reeleição. É isso que a sociedade quer”, disse.

Marcos adiantou que já foi procurado pelo atual presidente da Casa, Durval Ferreira (PP), e também já se reuniu com os parlamentares de oposição, Bruno Farias (PPS), João dos Santos (PR), Humberto Pontes, Chico do Sindicato, Sandra Marrocos, entre outros, justamente para se agrupar em torno de uma decisão consensual, que vise a formação de uma Mesa eclética.

“Eu estou aberto a conversar. Na verdade a oposição está procurando se agrupar. Nós da oposição ainda estamos conversando. Nessa semana iremos dialogar para avaliar o que é melhor para a Câmara. Eu não estou com pressa. Tenho a maior tranqüilidade do mundo para escutar as pessoas, mas enquanto vereador defendo a pluralidade de idéias na Mesa. Creio que o presidente não vai ser de oposição, mas tenho o direito de pensar e defender uma gestão nova e eclética”, arrematou.

Comentários