Deputado estranha evolução patrimonial de Cartaxo e pede fiscalização da Receita

0
48

O deputado estadual Raoni Mendes (DEM) preferiu não polemizar em torno da declaração de bens do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), que apresentou um crescimento de 152,07% em relação ao apresentado em 2012 à Justiça Eleitoral. Segundo o deputado, cabe às instituições fiscalizarem, mesmo assim, disse estranhar que os valores tenham mais que dobrado no período de quatro anos.

“É muito estranho, mas não vou ficar vislumbrando algo maior até que as instituições se posicionem. Que houve suspeita de irregularidade na obra da Lagoa houve e, até agora, estamos aguardando as investigações”, disse Raoni. O deputado destacou que não cabe a ele fazer o julgamento.

A declaração apresentada pelo gestor nesta terça-feira (9), durante o registro de sua candidatura, revelou que seus bens saltaram de R$ 448.900,05 para R$ 1.131.560,69. Raoni, que foi um fiscalizador das ações da Prefeitura na Câmara Municipal, lembrou as denúncias envolvendo um suposto desvio nas obras do Parque Solón de Lucena apontado pela Controladoria Geral da União.

“Eu tenho uma percepção de gestão do prefeito que não condiz com aquilo que ele fez. Mais que dobrar (o patrimônio) cabe às instituições que fazem a fiscalização de como foi feito, se a renda é compatível ou não, para que ele possa exercer sua defesa”, acrescenta Raoni, lembrando que as ações devem ser feitas pela Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público.

Comentários