Nonato revela conversas com ‘insatisfeitos’ na base de Cartaxo e prevê 16 partidos com Cida

0
43

A candidatura do PSB em João Pessoa pode contar com o apoio de pelos menos mais duas legendas até o prazo final das convenções, no próximo dia 5 de agosto. Segundo o coordenador político da campanha de Cida Ramos, o atual vice-prefeito Nonato Bandeira (PPS), com a chegada do Rede Sustentabilidade, anunciada ontem (28), a coligação passa a contar com 14 partidos. Contudo, ele revelou que tem conversado com representantes de agremiações aliadas do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e até com parlamentares da base de sustentação do gestor na Câmara Municipal.

“O REDE tem um conteúdo ideológico e programático muito forte para somar com esta aliança que estamos formando em torno da candidatura de Cida”, avaliou Nonato sobre a adesão ao mesmo tempo em que revelou ter sido procurado por aliados do prefeito. “Outros partidos e até vereadores da base de Cartaxo estão nos procurando porque a candidatura de Cida está se consolidando. Mas eles têm tempo. Eu tenho dito que a gente pode deixar a conversa para depois do dia 5”.

Já com os partidos a negociação é diferente. Por conta dos prazos eleitorais a definição deve ocorrer até a próxima semana o coordenador destacou que algumas legendas o teriam procurado com várias insatisfações pelo modo como estariam sendo feitas as articulações do lado do prefeito. “Fomos procurados, mas a gente prefere que o próprio partido anuncie. Eles demonstraram insatisfação por não estarem sendo ouvidos e pelas coisas estarem ocorrendo de cima para baixo”.

Durante o evento, Nonato aproveitou para anunciar mais uma coligação proporcional formada pelo REDE, o PSL e o PPL. “Deveremos ter em torno de cinco coligações proporcionais e 14 partidos na majoritária com tendência a aumentar para 16 legendas, o que é suficiente para apresentar as propostas e fazer a campanha nas ruas de João Pessoa”. Na sua avaliação, o único obstáculo para agregar as novas legendas seria a viabilização de alianças proporcionais.

Em relação ao PMDB, o vice-prefeito disse achar estranho o “movimento de forças tradicionais” para tentar um acordão visando enfrentar a candidatura de Cida Ramos e disse que não trabalhar para cooptar o partido. “Deixamos os partidos livres e quem quiser vir para este projeto será bem-vindo”. Ele ainda evitou falar especificamente de um suposto apoio do PP e garantiu que não estaria “tendo muito trabalho” para buscar aliados.

Comentários