Trocolli aposta em dobradinha PSB-PMDB para 2016 e 2018

0
61

O Governo Ricardo Coutinho (PSB) e a pré-candidatura da professora Cida Ramos (PSB) à Prefeitura de João Pessoa não querem abrir mão da aliança com o PMDB, vitoriosa no segundo turno que reelegeu o atual governador em 2014. Nesta quinta-feira (14), o secretário de Estado da Articulação Política, Trócolli Júnior, afirmou que vai pessoalmente manter o diálogo com o senador José Maranhão (PMDB), presidente estadual e com demais lideranças peemedebistas até o dia 5 de agosto, que é último dia para a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador.

“Enquanto tivermos tempo, nós contamos ainda com o PMDB e estamos trabalhando para que tudo seja resolvido. Eu, pessoalmente, espero que a gente possa chegar a um denominador comum. Torço e trabalho para que isso aconteça até porque acho o PMDB um partido importante para o Governo, para o governador e para o PSB. Política só funciona com o bom diálogo e vamos insistir até o último dia, até a enésima hora para que esse diálogo com o PMDB e com os outros partidos continuem, inclusive em 2018”, disse Trócolli em entrevista à Rádio Tabajara.

O secretário ainda afirmou que a pré-candidatura do PSB em João Pessoa deverá confirmar e apresentar novos aliados, tratados como ‘surpresas’ até a data das convenções. “Até lá, teremos duas grandes surpresas se engajando nesse projeto maior do PSB na Paraíba”, revelou.

Apesar das declarações, Trócolli nengou que a aliança entre PSB e PMDB tenha sido rompida no Estado. “De jeito nenhum, existem alguns desencontros normais para um partido desse tamanho, com interesses municipalizados, e também dentro do próprio PSB. Mas, temos até agosto para resolver essa questões e vamos resolver. Diálogo e paciência vencem tudo”, disse.

Aproximação de Cássio a Maranhão

Por fim, Trócolli ainda minimizou a aproximação pública entre os senadores e antigos desafetos, Cássio Cunha Lima (PSDB) e José Maranhão (PMDB), inclusive, com troca mutuas de elogios e possibilidade da formação de um ‘chapão’ com as presenças do PMDB, PSDB e PSD em João Pessoa.

“Com todo respeito que tenho aos dois senadores, Cássio e José Maranhão, quem tem boca diz o que quer. O meu papel é juntar, não é espalhar, é fazer com que o PSB e os partidos da aliança se solidifiquem e, repito que o PMDB é importante para a aliança e vou lutar até a última hora por ele”, concluiu.

Comentários