Lira confirma que comissão não terá recesso até fim dos trabalhos

0
32

Nesta quarta-feira (22), o presidente da comissão especial do impeachment do Senado, Raimundo Lira (PMDB), confirmou que não haverá recesso parlamentar até o fim dos trabalhos da equipe que analisa o impedimento da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). De acordo com o senador paraibano a comissão seguirá o calendário estabelecido até finalizar o processo.

“A Comissão não terá recesso e vai seguir o cronograma para encerrar os trabalhos no início do mês de agosto”, assegurou.

O parlamentar contou que está empenhado no trabalho em Brasília, tanto que não estaria com tempo suficiente para se dedicar as articulações do PMDB para a campanha na Paraíba. “Tenho acompanhado, mas não estou participando ativamente”, disse.

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), já havia dito em maio que não haveria recesso em julho deste ano na Câmara dos Deputados e no Senado, para que os senadores pudessem acelerar o julgamento do processo de impeachment da presidente Dilma. Para que o recesso seja suspenso, o peemedebista informou que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 não deve ser votada até o próximo mês.

Calendário da Comissão

21/6 a 5/7: Alegações escritas dos autores do impeachment
6 a 21/7: Alegações escritas da defesa da presidente
25/7: Apresentação do parecer do relator na comissão
26/7: Discussão do relatório na comissão
27/7: Votação do relatório na comissão
28/7: Leitura do parecer em plenário
1 e 2/8: Discussão e votação do parecer em plenário do Senado

Comentários