MPF pede suspensão de empresas envolvidas na Operação Andaime

0
32

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF/PB) pediu a suspensão das atividades das empresas Gondin & Rego LTDA e Vantur Construções e Projetos LTDA, envolvidas nas investigações da Operação Andaime, deflagrada em 26 de junho de 2015. O pedido foi feito, liminarmente,na forma do artigo 19, inciso II, da Lei Anticorrupção e o fato foi comunicando à Receita Federal e Junta Comercial.

O proprietário da empresa Gondin & Rego LTDA disse não ter sido comunicado do pedido do MPF e, por isso, não vai se posicionar. A Vantur Construções e Projetos LTDA, por sua vez, não foi localizada pelo G1.

A Operação Andaime, deflagrada em 26 de junho de 2015, numa ação conjunta do MPF, Controladoria Geral da União e Polícia Federal, desarticulou uma organização criminosa do “colarinho branco” que fraudava licitações em obras e serviços de engenharia em municípios do Alto Sertão da Paraíba.

Além da suspensão, o MPF/PB requer, ao final, a condenação das empresas demandadas nas seguintes penas: perdimento dos bens apreendidos nas diversas ações cíveis e criminais de indisponibilidade propostas no curso da Operação Andaime, e dissolução compulsória das pessoas jurídicas.

De acordo com o MPF, as empresas estão sendo usadas reiteradamente para o cometimento dos atos de corrupção empresarial, o que justifica o pedido de dissolução.

 

G1

Comentários