Funjope divulga quadrilhas juninas contempladas pelo FMC em JP

0
133

Vinte e sete quadrilhas juninas irão contar com o apoio do Fundo Municipal de Cultura (FMC) para manter acesa a tradição da dança e do colorido do folguedo junino no próximo mês de junho, em João Pessoa. Nessa quarta-feira (18), a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) divulgou a relação das dez quadrilhas do Grupo A e as 17 do Grupo B contempladas pelo edital do FMC com um total de R$ 354 mil.

Fogueirinha, Lageiro Seco, Paraíba, Flor de Mandacaru, Tiko Show, Linda Flor do Sertão, Sanfona Branca, Pó de Serra, Jovem Matuto e Raiz Nordestina, as dez do Grupo A, irão receber, cada, R$ 15 mil.

Já as do grupo B – Xiado do Xinelo, Xote e Baião, João de Barro, Sacode Poeira, Mangue Seco, Linda Flor do Sertão, Botijinha, Aconchego, Nação Matuta, Maria Cangaçeira, Sucupira, Cangaçeiros do Sertão, Flor de Lírio, Nascer do Sol, Fulô do Cerrado, Zé Monteiro e Explode Coração – ficarão com R$ 12 mil, cada.

A verba, aprovada mediante projeto apresentado por cada quadrilha à Comissão Deliberativa do FMC, deverá ser aplicada na produção das coreografias que os grupos irão apresentar entre os dias 15 e 17 de junho no Ponto de Cem Réis, no Coração da Capital, a partir das 19h30, quando será realizado o 20º Concurso de Quadrilhas Juninas de João Pessoa e Região Metropolitana.

“A Prefeitura de João Pessoa entende que é importante manter acesa essa chama da cultura popular já que é um dos legados mais bonitos e importantes da nossa região. Além do mais, as quadrilhas juninas exercem uma atuação muito forte nos bairros, trabalhando praticamente o ano inteiro para este momento. É gratificante pode construir essa história junto com as quadrilhas”, comentou o diretor executivo da Funjope, Maurício Burity.

Já bastante tradicional na cidade, o Concurso de Quadrilhas Juninas é realizado pela Liga das Quadrilhas Juninas de João Pessoa, uma Organização Não Governamental (ONG) fundada em 2008 a fim de preservar, organizar e estimular a cultura das quadrilhas juninas, em parceria com a Funjope.

O evento movimenta grupos de diversos bairros de João Pessoa, como Róger, Mandacaru, Padre Zé, Cruz das Armas, Funcionários, Grotão, Ernani Sátiro, Mangabeira, Valentina e Colinas do Sul, entre outros, que trabalham de outubro a junho para fazer bonito no ‘arraiá’. Este ano, o evento ainda contará com quadrilhas de Cabedelo, Conde e Alhandra.

Ao todo, 31 quadrilhas disputam o festival, que distribui prêmios de R$ 8 mil, R$ 7 mil e R$ 6 mil para o primeiro, segundo e terceiro colocados do Grupo A, respectivamente. Da mesma forma, R$ 6 mil, R$ 4 mil e R$ 3 mil para os três primeiros colocados do grupo B.

“Os vencedores serão definidos de acordo com uma comissão julgadora formada por cinco membros, todos especialistas em quadrilhas juninas, que a gente traz de outros Estados”, explica o presidente da Liga de Quadrilhas Juninas de João Pessoa, Edson Pessoa.

Análise – A comissão analisa sete quesitos – entrada no ‘arraiá’; coreografia, figurino, repertório musical, o conjunto do trabalho, casamento, marcador e a saída do ‘arraiá’ – e dá pontos por ele. As três últimas colocadas do Grupo A são rebaixadas para o Grupo B. Já as três vencedoras do Grupo B passam ao Grupo Especial A.

Comentários