Polícia diz que outro veículo pode ter causado acidente que matou família em JP

0
0

Foi feita, nesta quinta-feira (4), a perícia no carro envolvido na colisão que matou pai, mãe e filha na ladeira do Cuiá, em João Pessoa, no último domingo (31). A análise aconteceu no Instituto de Polícia Científica, no bairro Cristo Redentor. A perícia concluiu que o carro atingiu às vítimas quando elas já estavam ao solo. Os policiais não descartam um terceiro envolvido no acidente.

Motorista se apresentou

Acompanhado de um advogado, o auxiliar de produção Daniel Pereira foi ouvido pelo delegado, deu a sua versão. Ele foi indiciado por homicídio culposo na condução de veículo automotor. Em seguida, ele foi liberado.

O delegado afirmou que deve aguardar os laudos periciais para a conclusão do inquérito. Disse ainda que o homem afirmou que a moto foi arremessada em cima do seu carro.

Em conversa com jornalistas, o homem negou que tenha bebido no dia da colisão. Ele afirmou também que adquiriu o carro em Recife e que está no nome de outra pessoa. Além disso, falou que não permaneceu no local com medo de represálias, pela quantidade de pessoas que se aglomeravam.

“Eu estava com medo de represálias por conta de informações que estavam sendo compartilhadas na internet. Como ontem foi o velório dos familiares, deixei para vir hoje. O carro está em casa à disposição da perícia. Esse carro eu peguei em Recife e já foi de outra pessoa”, disse.

O acidente

Três pessoas da mesma família, sendo uma criança de seis anos e um casal, morreram em um acidente envolvendo uma motocicleta e um carro, na tarde deste domingo (31), na ladeira do Cuiá, em João Pessoa. A colisão aconteceu na Rua Adalgisa Carneiro Cavalcante, por volta das 16h.

Conforme a Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob-JP), todas as três vítimas estavam em uma motocicleta modelo Traxx e não resistiram aos ferimentos. Além da Semob, a Polícia Militar (PM) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados até o local.

Pai, mãe e filha forma sepultados nesta segunda-feira (1).

Comentários