Laudo aponta que criança morreu afogada após desaparecer de casa em Montadas e ser encontrada em açude

0
0

A menina de dois anos de idade que foi encontrada morta em um açude no município de Montadas sofreu um afogamento, de acordo com laudo do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande. A equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) também descartou abuso sexual e não encontrou sinais de agressão física na parte externa do corpo da criança.

A menina desapareceu no domingo (31) e o corpo dela foi encontrado na barragem na segunda-feira (1º).

O laudo aponta que havia muito líquido nas vias aéreas da criança e vasto material no corpo da vítima que indica características de afogamento.

A hipótese de abuso sexual foi descartada com a realização de exame sexológico. E exame de lesão corporal apontou não haver indícios de agressão física.

A perícia também analisou o terreno no entorno de onde a criança foi encontrada morta dentro do açude. Não foram detectados indícios de crime no trajeto de cerca de 450 metros entre a casa da família da menina e a barragem.

O corpo da criança foi velado ontem (2) no sítio onde a família mora e na Câmara Municipal e, em seguida, sepultado no cemitério de Montadas.

A Polícia Civil deve investigar a conduta da família no cuidado com a criança para apurar se houve negligência.

Comentários