Superintendente da Caixa de CG é afastada por suspeita de assédio, diz Sindicato

0
0

Bancários da Paraíba protestam nesta quinta-feira (7) contra o assédio moral e sexual na Caixa Econômica Federal. O ato público aconteceu na Agência Cabo Branco, no Centro de João Pessoa. Na Paraíba, diversos episódios de assédio também estão sob investigação como o de  uma das superintendentes do banco público que chegou a ser afastada do cargo em Campina Grande, conforme informou o sindicato da categoria..

Além disso, o protesto tem como objetivo intensificar as denúncias de assédio sexual e moral feitas por empregadas após o caso do  ex-presidente da instituição Pedro Guimarães vir a público. Com faixas, carro de som e cartazes, as manifestações também exigirão que as investigações iniciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) e do Trabalho (MPT) sejam aprofundadas.

“De acordo com o que vivenciamos aqui na Paraíba no início do ano, com denúncias da prática de assédio moral envolvendo uma superintendência regional, nos chama a atenção que fatos dessa natureza tenham aumentado muito desde o início do governo de Bolsonaro, que é muito amigo do ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Em todas as manifestações país afora, as entidades sindicais cobram apuração, acolhimento das vítimas e a rigorosa punição para os culpados ou culpadas. Afinal, assédio é crime!”, cobrou Lindon Jhonson Almeida, presidente do Sindicato dos Bancários na Paraíba.

Comentários