Corpo do cantor Tarik Lima é sepultado em João Pessoa

0
1

O corpo do cantor Tarik Lima, que morreu com a namorada em um acidente automobilístico na Grande João Pessoa , foi sepultado no cemitério Santa Catarina, na capital paraibana, no fim da tarde desta segunda-feira (27). Familiares e amigos participaram do momento e se despediram do jovem artista.

Uma multidão esteve no cemitério para prestar as últimas homenagens. Antes do sepultamento, fãs e amigos cantaram hits do artista.

Tarik Lima Júnior era natural de João Pessoa, onde morava. O cantor começou a ser conhecido a partir de 2020, com o remix de ‘Bate com Vontade’, com participação de Mc Dricka e Dadá Boladão. A canção virou hit, inclusive nas redes sociais, como nos challenges do TikTok. Outros sucessos foram ‘Eu vou te empurrar’, que já ultrapassou 540 mil visualizações no YouTube, e ‘Eu vou te achar’, ambos com Mc Tetéu.

Além do YouTube e plataformas de streaming, como o Spotify, os challenges, que é como são chamados os vídeos de coreografias no TikTok, acumulam milhares de reproduções.

Antes de atingir sucesso nacional, Tarik já era conhecido no bairro de Mangabeira, onde morava. Filho de um agente da Secretaria de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), desde 2012 ele costumava cantar em barzinhos e igrejas do bairro, segundo o seu produtor, Rafael Cardoso.

Acidente que matou Tarik e namorada foi causado por motorista bêbado

Tarik, de 25 anos, estava acompanhado da namorada Gabrielle Oliveira, de 22, quando um carro bateu na traseira da moto em que o casal estava na madrugada da sexta-feira (24). A jovem morreu ainda no local. O cantor foi Hospital de Trauma, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no domingo (26).

O acidente, conforme a Polícia Rodoviária Federal da Paraíba (PRF-PB), foi causado por um motorista bêbado.

Ainda de acordo com a PRF, a batida aconteceu na altura do quilômetro 86, da BR-101, em Bayeux, na Grande João Pessoa. O motorista que conduzia o carro estava “com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool – embriaguez ao volante”.

Segundo o relatório policial, após o motorista ser submetido ao exame de alcoolemia (teste de bafômetro), constatou-se o teor de 0.5 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. O condutor foi preso.

Comentários