Peritos analisam sandália e máscara deixadas na escola em que estudante foi morto para tentar identificar assassino

0
2

Uma equipe de peritos do Instituto de Perícia Científica (IPC) de João Pessoa já está analisando e colhendo o material biológico

de uma sandália e uma máscara deixadas na Escola Cidadã Integral Cineasta Linduarte Noronha, em Gramame, em João Pessoa, onde João Vitor Fontes da Silva, de 18 anos, foi assassinado na noite da quarta-feira (1º).

O resultado deverá levar o autor do crime. “Foi coletado material pra tentar fazer levantamento do perfil do material biológico do agressor, para que futuramente seja feita a busca do material genético dele”, explicou o perito Marcos Lacet, do Instituto de Polícia Científica. Ainda de acordo com Marcos, o perito responsável pelas análises encaminhou os objetos para exames, mas ainda vai escrever o laudo com conclusões que identificar.

As imagens de câmeras de segurança da escola registraram toda a cena do crime, segundo a delegada Luísa Correia.  O corpo de João Victor foi enterrado na tarde de hoje (2) sob forte comoção e pedido de justiça.

Comentários