Homem se apresenta à polícia, confessa ter matado vigilante e é liberado, em JP

0
0

O homem suspeito de assassinar um vigilante na madrugada da última quinta-feira (28) no bairro Portal do Sol, em João Pessoa, se entregou à polícia nesta segunda-feira (2), conforme informações do delegado Rodolfo Santa Cruz. Ele confessou o crime, entregou a arma usada, prestou depoimento e foi liberado, segundo o delegado.

Ainda conforme o delegado, o homem disse que se confundiu e achou que o vigilante era um assaltante.

Ele relatou à polícia que na noite da quinta-feira seus cachorros começaram a latir e sua esposa o acordou, com medo. Ele então teria ido até a varanda de casa armado para observar a rua, quando viu o vigilante parado na frente da sua casa e pensou que se tratava de um ladrão tentando invadir a residência.

Nesse momento, ele atirou e o vigilante, que estava em uma moto, teria dado um arranque, quando o homem efetuou mais quatro disparos, sendo um deles o que atingiu a vítima fatalmente — de acordo com o que explicou o delegado.

Rodolfo disse que o vigilante estava voltando de um trabalho e estava no bairro adesivando casas com propagandas da empresa onde ele prestava serviço. Ele teria parado na frente da casa de seu gerente, para perguntar se ela seria adesivada e, enquanto esperava ser atendido no portão, o crime aconteceu.

O corpo do homem foi encontrado morto no meio da rua Hermano Ferreira Soares, nas primeiras horas da manhã do crime.

Até a confissão, a polícia não tinha suspeitos do crime. O homem deve ser indiciado pelo assassinato, segundo o delegado.

Com G1

Comentários