PDT intervém em diretório da Paraíba, retira comando dos Feliciano e advogado Marcos Ribeiro assume provisoriamente

0
0

A direção nacional do PDT resolveu intervir no diretório da Paraíba e Renato Feliciano não comanda mais a legenda a nível estadual. Renato, filho da vice-governadora Lígia Feliciano e do deputado federal Damião Feliciano, deverá deixar a presidência do PDT, que passará a ser comandado pelo advogado Marcos Ribeiro.

A decisão de intervenção na Paraíba foi tomada nesta segunda-feira (18) durante reunião da Executiva Nacional do PDT. Também sofrem intervenção os diretórios estaduais de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. De acordo com Everton Gomes, da Direção Nacional do PDT, a decisão foi tomada “para que o partido seja de fato: plural, de esquerda e alinhado ao PND”, o Plano Nacional de Desenvolvimento, de Ciro Gomes.

Além das intervenções, a executiva nacional aprovou o nome da vereadora Duda Salabert como vice-presidente nacional do partido.

A família de Lígia e Damião Feliciano era integrante histórica do PDT. No entanto, durante a última janela partidária o deputado Damião Feliciano anunciou sua saída do partido. Ele anunciou filiação ao União Brasil para buscar reeleição ao cargo de deputado federal.

Já a vice-governadora Lígia Feliciano é pré-candidata ao Governo da Paraíba pelo PDT. Ela foi uma das primeiras a lançar pré-candidatura para o Governo da Paraíba nas Eleições de 2022. No início deste ano a vice-governadora chegou a dizer que foi autorizada pela executiva nacional a montar palanque duplo para Lula e Ciro Gomes na Paraíba. Filiados ao PDT e simpatizantes da candidatura de Ciro Gomes, no entanto, cobram fidelidade ao projeto do cearense.

Comentários