PB deixará de receber R$ 88 mi com veto à Lei Paulo Gustavo

0
0

A Paraíba seria beneficiada com R$ 88.301.126,03 se a Lei Paulo Gustavo não tivesse sido vetada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), nesta quarta-feira (21). Desse montante, R$ 48.510.656,73 iriam para o Estado e R$ 39.790.469,30 para os municípios.

O projeto que destina R$ 3,8 bilhões para o enfrentamento dos efeitos da pandemia da Covid-19 sobre o setor cultural no país foi aprovado pelo Senado e pela Câmara Federal.

O veto do presidente frustrou o setor cultural que tinha esperança que os recursos amenizasse os prejuízos causados pelo isolamento social durante a pandemia. Conhecido pela sua atuação nos movimentos culturais e artísticos da Paraíba, o cantor e compositor Fuba lamentou a fato da proposta ter sido vetada.

“Nós fomos os primeiros a entrar nessa crise seremos os últimos a sair. Foi uma das classes mais afetadas e com essa perca de R$ 88 milhões para o Estado vai afetar muito. Muita gente estava contanto dom essa lei Paulo Gustavo que poderia amenizar um pouco”, criticou.

A mensagem com o veto de Bolsonaro foi publicada hoje no Diário Oficial da União. O Congresso Nacional ainda pode manter ou derrubar o veto do presidente à matéria que contemplaria projetos voltados a artes visuais, música, teatro, dança, circo, livro, leitura e literatura, artesanato, escolas de samba, blocos e bandas carnavalescos e toda e qualquer outra manifestação cultural.

Roberto Targino – MaisPB

Comentários