Vereadora foi morta na PB um dia antes de audiência de divórcio

0
0

A vereadora Elinete da Silva Sousa (PL), conhecida como Tina da Manoel, da cidade de Prata, no Cariri da Paraíba, foi morta um dia antes da audiência de divórcio do seu ex-marido, o principal suspeito do crime, Manoel ngelo, que está foragido da polícia.

Ao Portal MaisPB, o delegado Gilson Duarte informou que equipes da polícia estão fazendo buscas para localizar o suspeito. Há uma linha de investigação que acredita que o ex-companheiro da vítima cometeu o crime por não aceitar o fim do relacionamento e depois teria fugido para Pernambuco.

“Imagina-se que o suspeito não estaria conformado com o fim do relacionamento. A gente imagina que essa tenha sido a motivação (do crime). Entramos em contato com as polícias civil e militar de Pernambuco. Na região de São José do Egito, Tabira, entramos em contato com os policiais e até então ele não foi localizado”, afirmou.

Tina tinha 42 anos e foi eleita vereadora de Prata em 2020 pelo PL. O corpo dela deve ser levado para Monteiro, cidade da região do Cariri, onde irá receber as últimas homenagens.

Comentários