Artistas desafiam TSE e fazem manifestação contra Bolsonaro

0
0

Neste domingo, a banda Fresno foi uma das primeiras a desafiar decisão do ministro Raul Araújo, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que decidiu pela proibição de manifestações políticas no Lollapalooza. Depois que o festival ficou pausado por riscos de raio, em São Paulo, o grupo retomou as atividades com um show no palco Ônix do evento e exibiu uma mensagem de “fora, Bolsonaro” no telão, além de repetir a frase no show.

Convidado pelo Fresno para subir ao palco, Lulu Santos cantou com a banda a música “Já Faz Tanto Tempo”, parceria entre os artistas. Logo depois de se apresentar à plateia do Lolla, ele também fez um comentário sobre a decisão do TSE a respeito de comentários políticos no festival. “Como diz a Carmen Lucia, ‘cala a boca já morreu, quem manda na minha boca sou eu’. Lulu ainda cantou “Toda Forma de Amor”, sucesso do cantor.

O artista concluiu a apresentação com “censura nunca mais” e Lucas Silveira pediu para que o público tirasse o título de eleitor. O público puxou um coro de “fora, Bolsonaro” no fim.

Anitta prefere pagar multa

Por meio das redes sociais, neste domingo, a cantora Anitta disse que vai lutar pelo direito de se manifestar. Anitta afirmou que prefere pagar a multa de R$ 50 mil do que não poder se posicionar politicamente. E não parou por aí. Prometeu pagar a multa para amigos que queiram se manifestar.

“A gente não quer voltar para estaca zero, não. Pelo amor de Deus, tá? E vou lutar com todas as minhas armas. ‘Ah, vai botar multa de não sei quantos’. Ah, então a gente paga, queridos. Briga aí meus amigos que quiserem se manifestar, eu pago a multa de vocês”, disse ela.

A decisão do TSE do atendeu ao pedido do PL, partido de Jair Bolsonaro, e proibiu manifestações políticas durante as apresentações do festival Lollapalooza. O pedido ocorreu após a cantora Pabllo Vittar exaltar Lula durante seu show na sexta-feira. No evento, ela também pediu “Fora Bolsonaro”.

Comentários