Bloquinho do Roubo: mais de 100 celulares foram roubados em show de Bell Marques em João Pessoa

0
1

Mais de 100 celulares foram furtados durante a edição do Bloquinho, que aconteceu neste domingo (20) em João Pessoa, de acordo com relatos das próprias vítimas. Apesar das informações iniciais, ainda não há dados oficiais consolidados pelas forças policiais da Paraíba. Os shows de Bell Marques, Durval Lelys e Ramon Schnayder, promovidos pelo Bloco Vumbora, aconteceram no Aeroclube, localizado no bairro do Bessa, e movimentaram o plantão policial da capital paraibana.

Nas redes sociais, se multiplicaram os ‘avisos’ de pessoas sem acesso às suas contas porque tiveram os celulares roubados durante a festa. Os foliões, indignados com a falta de segurança do evento cobram aos organizadores que tomem providências e que os assaltantes que se infiltraram no local sejam identificados.

Uma das vítimas da onda de crimes na festa até brincou com a situação e declarou: “de bloquinho para arrastão? Tá difícil heim!”.

Além dos roubos de telefones celulares, os foliões que estavam presentes no local informaram que foi aplicado o golpe do cartão por aproximação, quando os bandidos chegam perto das vítimas com as maquinetas prontas para a transação com o cartão por aproximação. Quando a maquineta detecta a aproximação do cartão, a transação é confirmada. Nesses casos de fraude, o usuário não tem sequer conhecimento de que foi vítima no momento do crime.

Ao ClickPB, a assessoria da Polícia Militar informou que não foi possível contabilizar o total de ocorrências registradas, já que os furtos teriam acontecido na parte interna do evento privado e que as vítimas teriam buscado respaldo na segurança contratada pela organização.

Até o momento, a organização do bloco ainda não se manifestou sobre a situação. O Bloquinho aconteceu neste domingo como forma de ampliar os festejos de Carnaval, já que as festas de rua e os ‘arrastões’ de trios elétricos ainda não são possíveis de acontecer devido à pandemia de covid-19.

Confira alguns dos registros flagrados nas redes sociais:

Comentários