Caso Anielle: acusado de matar menina de 11 anos vai a júri popular

0
1

José Alex da Silva, acusado de matar Anielle Teixeira, vai a júri popular, conforme divulgado pelos advogados de defesa nesta quinta-feira (24). A data do julgamento, no entanto, não foi divulgada. Além disso, pelo fato de haver uma criança envolvida no caso, o processo segue em segredo de justiça e sem detalhes da decisão final. O corpo da menina de 11 anos foi encontrado no dia 8 de setembro, três dias após o desaparecimento dela na orla de Cabo Branco, em João Pessoa.

Em nota, a defesa de José Alex, por meio dos advogados Daniel Alisson e Kizzy Maria, informou que vai recorrer da decisão.

Ainda em setembro, no dia 21, o suspeito da morte da criança foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado, após a conclusão do inquérito policial do caso. Cerca de 10 dias depois, após o recebimento de um laudo feito pela perícia criminal, foi indiciado novamente por estupro de vulnerável.

De acordo com informações do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC-PB), responsável pela necropsia, o estado de decomposição em que o corpo da vítima foi encontrado prejudicou a realização dos exames e que “não foi encontrado material biológico suficiente em quantidade e qualidade para levantamento de perfil genético”.

Mas, segundo a delegada, esse resultado isolado não atesta ou contesta a suspeita de abuso sexual e que é necessário considerar todo o contexto do crime.

Para a delegada Luisa Correia, a ocultação do corpo da criança, que foi encontrado apenas 72 horas após a morte dela, é um dos agravantes que pode ter dificultado as análises durante a produção. Mas, que esse fato isolado não é capaz de provar que o suspeito não teve envolvimento com o caso.

Comentários