Deputados estaduais são proibidos de entrar armados na AL; revista será obrigatória

0
0

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), anunciou na manhã desta terça-feira (22) que a partir de amanhã (23) nenhum deputado poderá entrar armado no Plenário da Casa de Epitácio Pessoa. A decisão foi tomada após queixa do deputado Hervázio Bezerra (PSB).

Segundo Galdino, o regimento interno da Casa proíbe que servidores e deputados usem armas nas dependências do Poder Legislativo. A exceção é para funcionários que integram a segurança. A partir da próxima semana, os parlamentares serão revistados para garantir que nenhum porte revólver ou equipamento semelhante no plenário.

O deputado Hervázio Bezerra afirmou reconhecer equilíbrio dos colegas Wallber Virgolino (Patriota) e Cabo Gilberto Silva (PSL), que integram as forças de segurança da Paraíba e têm porte de arma. O parlamentar, no entanto, alertou para o risco durante debates acalorados.

“O deputado Wallber Virgolino é delegado fora da Assembleia, no Plenário ele é deputado. Quero chamar atenção e reflexão para isto, com a responsabilidade que temos. Esse tema já foi tema de vários debates. Um vereador ou um deputado pode atirar. Imagina em um troca de tapas no Congresso, se um ali está armado, ninguém sabe o seu limite”, pontuou.

Ainda durante a sessão, o deputado Cabo Gilberto afirmou que não estava armado no momento em que se encontrou com o deputado Hervázio Bezerra fora da Assembleia Legislativa. “Não sei de onde ele tirou isso. Eu não estava armado. Minha arma fica com os policiais que me acompanham e eu só volto a usar quando saio, que é uma prerrogativa minha e vou usar quando achar necessário”, afirmou.

Comentários