Motoristas de ônibus paralisam atividades em João Pessoa

0
188

Os funcionários de empresas de ônibus da Grande João Pessoa encerraram a paralisação de uma hora realizada no Parque da Lagoa, nesta sexta-feira (28). Mas ele vão parar novamente nos próximos dias até que recebam uma nova proposta da classe patronal, segundo revelou ao ClickPB o presidente do Sindicatos dos Motoristas do Estado da Paraíba, Ronne Nunes.

Os motoristas pararam os ônibus nas plataformas do Parque da Lagoa entre 13h e 14h de hoje. Mas, de acordo com Ronne Nunes, haverá novas paralisações e até sinalização de greve na próxima semana.

‘Duas pegadas’

A principal luta é pelo fim das ‘duas pegadas’: segundo o presidente do Sindicatos dos Motoristas do Estado da Paraíba, o trabalhador “sai antes do amanhecer e só retorna a noite para casa e fica no terminal de quatro a seis horas parado.”

Salário e auxílios

O presidente do Sindicatos dos Motoristas do Estado da Paraíba também informou ao ClickPB que os trabalhadores tiveram perda salarial de quase R$ 800. “A gente recebia 2% por toda a renda [das viagens] do ônibus. Na pandemia, começaram a pagar só a renda em dinheiro, sem contar a dos pagamentos de passagem no cartão. Então a gente recebia cerca de R$ 500 e passou a receber, no máximo, R$ 80 dessa comissão.”

Já sobre o vale-alimentação, Ronne Nunes disse que houve corte pela metade. O valor era de R$ 600 e caiu para R$ 300 para os trabalhadores dos ônibus e para os setores da administração e manutenção foi de R$ 300 para R$ 150.

Negociações

Ontem (27), o sindicato dos patrões e o sindicato da categoria se reuniram em mesa redonda de negociação. Os funcionários recusaram a oferta de 3% de aumento e pedem reajuste de, no mínimo, 10,7%.

Segundo Ronne Nunes, não há nova reunião prevista e, por isso, eles vão pressionar com novas paralisações curtas do transporte coletivo e com a sinalização de greve na próxima semana até conseguir nova negociação sobre as reivindicações.

Sintur-JP

O diretor do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (SINTUR JP), Isaac Moreira, disse, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, que foram pegos de surpresa com essa “intransigência” e que já estavam em processo de negociação com os trabalhadores em mesa redonda na Secretaria do Trabalho e Emprego. “A população não merece esse constrangimento. O processo se constrói de maneira harmoniosa”, rebateu Isaac.

Comentários