Polícia investiga tiros na Praça da Paz e coronel Euller estranha que “alguém já estava pronto para registrar e jogar nas redes”

0
1051

Após o episódio de correria e confusão devido a tiros de arma de fogo na Praça da Paz, em João Pessoa, durante a madrugada deste domingo (23), a polícia já investiga o caso em busca de responsáveis pelo ato criminoso. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, nesta segunda-feira (24), o coronel Euller Chaves comentou que o caso levanta suspeitas de ter sido forjado, já que, pelo que se pode constatar através do vídeo, “alguém já estava pronto para registrar e jogar nas redes sociais um disparo para cima”.

Apesar de não ter havido registro de feridos em decorrência dos disparos de arma de fogo, o caso tomou grande repercussão devido à correria e ao susto proporcionado para as pessoas que estavam no local. Vários jovens buscaram se refugiar por não saber do que se tratava e para evitar até mesmo que fossem atingidos.

O coronel Euller comentou que durante anos eleitorais, os ânimos costumam se acirrar. “Após um incremento e nascedouro das redes sociais, isso aumentou de forma muito vertiginosa e perigosa. Em algumas situações as pessoas têm o interesse de atingir determinados governos e trabalham fake news ou hiperbolizam, aumentam um fato. Como o caso da praça da paz”, explicou. O comandante geral da Polícia Militar também revelou que as imagens estão sendo verificadas e que a Polícia Civil vai tomar todas as providências cabíveis.

Ainda de acordo com o coronel Euller, não se deve esquecer que existe um movimento nos quadros da polícia de protesto ao Governo do Estado. Com esse movimento, organizações criminosas podem estar se beneficiando e se sentindo mais à vontade para cometer crimes. Devido a isso, o trabalho da Polícia Militar deverá ser reforçado e o governador João Azevêdo já determinou a investigação de militares que cometerem atos de indisciplina e quebra de hierarquia.

Comentários