TCE-PB adia, pela terceira vez, julgamento de contas de Ricardo Coutinho e nova sessão é marcada para janeiro

0
20

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) adiou pela terceira vez o julgamento de contas de 2018 de Ricardo Coutinho, a pedido da defesa do ex-governador, o qual foi submetido a cirurgia. Na manhã desta quarta-feira (22), Ricardo passou por uma sinusectomia maxilar, conforme apurou o ClickPB.

O advogado Leonardo Lima argumentou que o outro defensor adoeceu e que Ricardo Coutinho foi submetido a cirurgia, estando impedido de realizar sustentação oral em sua defesa.

O conselheiro Antônio Gomes, o conselheiro André Carlo Torres Pontes e o relator votaram por atender ao terceiro pedido de adiamento. O presidente do TCE-PB e o conselheiro Nominando Diniz foram contrários ao adiamento, mas o conselheiro Nominando concordou em adiar, caso o julgamento fosse marcado para a próxima semana, o que não ocorreu.

Após impasse sobre a data, o julgamento, então, por decisão da maioria, foi adiado para o dia 24 de janeiro, às 10h., segundo apurou o ClickPB.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado relatou estranheza e disse que Ricardo Coutinho nunca esteve presente para defesa oral quando julgadas as contas de 2016 e 2017, por exemplo. Ele declarou que havia condições para que as contas de 2018 fossem julgadas hoje, mas que, como a maioria, respeita o parecer do relator, como é de costume na Corte.

Comentários