Alunos e professores da rede estadual vão receber chip de acesso à internet, na PB

0
70

O governador João Azevêdo entregou, nesta quinta-feira (2), na Escola Cidadã Integral Técnica (ECIT) Alice Carneiro, em João Pessoa, chips 3G/4G para alunos e professores da Rede Estadual de Ensino com o objetivo de estabelecer uma nova estratégia para garantir e ampliar a conectividade ao ensino híbrido. Ao todo, serão distribuídos mais de 260 mil chips, o que representa um investimento de aproximadamente R$ 14 milhões.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou o esforço do governo para fortalecer o sistema educacional do estado. “Nós estamos dando continuidade ao grande programa Paraíba Educa, que foi iniciado durante a pandemia e que teve um resultado extraordinário, conquistando o reconhecimento nacional pelo Centro de Liderança Pública. Vamos continuar avançando nesse processo e, por isso, fizemos contratações com todas as operadoras para assegurar a todos os alunos da nossa Rede de Ensino a universalização do acesso ao ensino”, frisou.

O gestor também enalteceu o compromisso dos professores e alunos com a educação da Paraíba. “Todos os destaques que recebemos são fruto do esforço de cada professor e de cada aluno e compartilhamos essa conquista com todos, com a certeza de que vamos manter a qualificação e os investimentos em educação, fazendo com que os nossos jovens realizem seus sonhos e tenham um futuro brilhante pela frente”, acrescentou.

O secretário de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, evidenciou que a distribuição de chips representa mais uma ação governamental voltada para a inclusão de pessoas. “A conectividade no momento de pandemia mostrou que é uma das necessidades desse período e estamos inserindo os nossos alunos e professores nesse contexto. Cada chip terá 20 GB de franquia de dados que só poderão ser utilizados para conteúdos educacionais porque vamos ter uma plataforma de controle sobre eles. Nós estamos programando atividades para as férias utilizando os chips e sabemos que o ensino híbrido veio para ficar e, mesmo quando chegarmos ao patamar de 100% das aulas presenciais, várias atividades serão feitas remotamente, ou seja, vamos continuar com a TV Paraíba Educa, formação de professores, cursos extras para alunos, promovendo uma educação de qualidade e inserida na atualidade e na tecnologia, formando profissionais para o futuro”, declarou.

O professor da Base Técnica do curso de Hospedagem, Marcell Wanderley, afirmou que a entrega dos chips irá permitir uma maior adesão da comunidade escolar ao ensino remoto. “Essa iniciativa vem para colaborar e mitigar os desafios impostos pela pandemia tendo em vista que alguns estudantes tiveram dificuldade no acesso e esse momento vem para consolidar ainda mais as práticas educacionais tanto para os docentes, quanto para a classe estudantil. Apesar das barreiras impostas, os alunos conseguiram se organizar e atingimos grandes resultados na educação do nosso estado”, comentou.

O estudante do 9º ano do ensino fundamental II, José Henrique Barbosa, agradeceu a atenção do governo para aperfeiçoar a qualidade do ensino público. “Eu acho bastante importante porque a gente não esperava por essa pandemia, mas estamos aprendendo muito nas nossas aulas, mesmo sendo de forma híbrida, e essa ação beneficia muito quem não tem internet, mas tem o aparelho celular”, falou.

A ideia é de que, a partir do uso dos chips, mais estudantes e professores tenham acesso às atividades desenvolvidas pelas escolas, assim como a sites institucionais e educativos que poderão ser utilizados pelos docentes no planejamento escolar, tornando cada vez mais real a política de inovação educacional que vem sendo desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia.

Os alunos já poderão retirar os chips a partir de hoje nas unidades de ensino em que estão matriculados, levando o celular no qual será instalado e apresentando um documento pessoal com foto. Os profissionais das escolas ficarão responsáveis por fazer a instalação e validação do chip e o estudante já sairá do local com a conexão ativada para realizar suas atividades educacionais.

Com o intuito de tornar mais dinâmico o processo de distribuição e validação para os alunos, foram elaborados tutoriais que poderão ser consultados pelos gerentes regionais de educação e profissionais escolares na página do Paraíba Educa.

Os deputados estaduais Ricardo Barbosa e João Gonçalves, o vereador Zezinho do Botafogo e auxiliares da gestão estadual estiveram presentes.

Comentários