Caminhoneiro é condenado a 30 anos de prisão por estupro e homicídio de estudante na PB

0
791

Um caminhoneiro acusado de estuprar e mata adolescente na Paraíba, foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado. O crime aconteceu em agosto de 2019, no município de Mamanguape. A decisão foi da juíza da 1ª Vara Mista de Mamanguape, Brunna Melgaço Alves, O júri popular aconteceu nesta quarta-feira (1º), no Fórum Desembargador Miguel Levino O. Ramos, em Mamanguape.

O julgamento foi presencial, porém restrito aos envolvidos e familiares da vítima. Como o caso corre em segredo de justiça, o placar do júri popular não pode ser divulgado.

Relembre o caso

A adolescente Karolina Oliveira Gomes desapareceu após ter saído de casa, em Goianinha, no Rio Grande do Norte, para imprimir um trabalho no dia 5 de agosto de 2019. No dia 7, o corpo da jovem foi encontrado em um canavial, com marcas de facadas, em Mamanguape, na Paraíba.

No dia 8 de agosto, a Polícia Civil conseguiu imagens de câmeras de segurança que mostravam o local onde a menina desapareceu. As imagens mostram um caminhão branco e um homem pelo local.

O suspeito foi identificado, e o percurso do caminhão que ele dirigia, rastreado por GPS, apontava para o local onde Karol foi encontrada morta. Além disso, fios de cabelo da adolescente foram encontrados no veículo dirigido pelo suspeito.

Também há o testemunho de um homem que comprou o celular da jovem e disse que o caminhoneiro foi quem vendeu o aparelho para ele. Por fim, o laudo do instituto de perícia da Paraíba apontou que a jovem foi estuprada e o material genético encontrado no corpo dela era compatível com o do suspeito.

Comentários