Prefeituras paraibanas terão que fazer caça a não vacinados com a segunda dose

0
19

O Ministério Público da Paraíba recomendou nesta quarta-feira (1) que as Prefeituras de Gado Bravo e Santa Cecília, na Paraíba, adotem medidas mais eficazes em relação à vacinação contra a Covid-19. De acordo com o MP, as prefeituras devem identificar as pessoas que ainda não fecharam o ciclo vacinal contra a Covid-19 e fazer busca ativa dos atrasados e não vacinados.

A recomendação foi feita pela promotora Sandremary Vieira de Melo Agra Duarte após ser verificado que uma parcela significativa da população desses municípios ainda não se imunizou com as doses necessárias das vacinas contra a Covid-19.

De acordo com a recomendação, as Prefeituras de Gado Bravo e de Santa Cecília deve fazer um cruzamento das listas de vacinados com a primeira dose e identificar as pessoas ainda não vacinadas com a segunda dose.

Os municípios também terão que fazer a busca ativa das pessoas não vacinadas através dos Agentes Comunitários de Saúde e realizar também a vacinação domiciliar para as pessoas com dificuldade de locomoção, a exemplo de idosos e de pessoas com deficiência.

As gestões ainda terão que promover a vacinação itinerante em localidades periféricas ou vacinação nas Unidades Básicas de Saúde, como forma de facilitar o acesso à vacina e fazer o registro diário das doses aplicadas nos sistemas de informação do Ministério da Saúde com mais eficácia.

Ainda de acordo com a portaria, as prefeituras terão um prazo de cinco dias para se manifestar sobre o atendimento das recomendações.

Comentários